Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \27\UTC 2011

Bati o carro. Pura barbeiragem, daquelas que o inconformismo se torna infinitamente maior que o prejuízo financeiro. A cagada foi tamanha que não tem como não se sentir uma loser-cabeçuda de marca maior.

Sem contar a vergonha. Dava para ver os balões dos pensamentos saltando da cabeça de cada testemunha: “tinha que ser mulher!”; “olha que moça mais sem noção!”; “eh, dona Maria, vai pilotar fogão, porque carro não é pro seu bico!”, dentre outras que sequer quero registrar aqui.

Encostei o carro para falar com o taxista, minha vítima. O nome dele é Zezão, não por acaso, pois o cara, de tão grande, não parava de sair do carro. Era Zezão que não acabava mais. Dois metros de altura, fácil, fácil. Me olhou do alto de seu gigantismo com cara de pouquíssimos amigos. Nem preciso dizer que pedi perdão por todos os males que causei nessa e na minha vida passada. Mas quando vi o carro dele, tive vontade de dizer: amigão, não foi nada. Tá me ouvindo aí de cima, oh grandão? Não foi na – da! Nadica de nada. Passar bem e esqueça o meu pedido de desculpas.

Eu devo desculpas mesmo ao meu carro, esse sim, com o capô semi-arrebentado e pintura do pára-choque danificada. Ahá, essa é a questão. A minha pintura estava carimbada no pára-choque do carro dele. Coisa boba, mas não para o Zezão, que deve passar paninho a toda hora para ilustrar o seu carro. Vontade de sentar cinco dedos na cara do cidadão!

Tá, tá e tá. A colisão rolou por minha causa, minha culpa, toda minha e somente minha culpa. Mas convenhamos, Zezão, a Teodoro Sampaio está toda parada porque o senhor tá com essa cara de merda olhando as minúsculas pintinhas carimbadas em seu carro. Tá, já sei, pintinhas carimbadas por conta do meu descuido, todo e somente meu descuido. Anota a minha placa aí, o meu celular e me liga depois. Pode ser?

Não, não pode. Não pode porque o Zezão resolveu abrir o porta mala. Santo Deus, será que ele vai pegar um taco para resolver a questão? Nem precisa, viu meu querido. Se vc fechar a mão e fizer cabóing na minha cabeça, eu viro, no mesmo instante, tampinha de garrafa amassada e grudada no asfalto.

E lá vamos nós. Zezão resolve abrir e fechar o porta mala para ver se está tudo certo. Pediu também para eu acender os faróis do meu carro para iluminar o dele. Argh, sacoooooo! Banquei a desconfiada também e comecei a tirar fotos do carro dele. Vai saber se ele não vai aparecer com o seu Fiat Idea transformado em Fiat 147 da noite para o dia.

O impacto foi relativamente significativo, afinal ele parou e eu não. O barulho forte e seco da batida não sai da minha cabeça que, aliás, beijou levemente o volante. Não deixar o cinto um pouco folgado poderia ter evitado isso, dona Paola Del Monaco. Fica a dica, cretina.

Fui pra casa me xingando por 10 km. Tonta! Tonta! Tonta! Presta mais atenção, Paola Del Monaco! Dá para viajar um pouco menos na maionese, Paola Del Monaco? Vai pilotar fogão, vai Paola Del Monaco! O trânsito, a sua testa, o seu carro e o seu bolso agradecem.

Anúncios

Read Full Post »

Passei a reparar nesta merda quando me vi fragilzinha e com vontade de chorar sem motivo algum. Antes os únicos sinais eram apenas a enxaqueca insuportável e o formato do meu cabelo. Sim, o meu cabelo fica uma verdadeira porcaria na semana da TPM. A franja fica toda estrambelhada, fora do lugar, seca, mastigada, sem vida, um verdadeiro horror. Uma falta de respeito.

Anos depois passei a choramingar sem motivo e para não bancar a ridícula segurava o choro, o que resultava numa bola de basquete no meio do peito. Placar: cabelo bosta + enxaqueca + angústia profunda.

De uns tempos pra cá o quadro mudou: mensalmente me sinto uma psicopata-homicida. Sinto ganas em pegar a cabeça de um e bater na pia ininterruptamente, de preferência alternando testa, nariz e dentes – mirando-os na quina da pedra, óbvio.

E é exatamente assim que me sinto essa semana. Com enxaqueca, irritada, com vontade de cuspir em todo mundo e com a porra da franja abalando a minha dignidade. E é impressionante como tudo isso ganha uma proporção descomunal quando alguém te dá motivo. Se o mundo tivesse uma ideia, uma mísera ideia, um cacete de uma ideia do quanto a dona Del Monaco aqui está desequilibrada especificamente nesta semana, o mundo seria um pouco mais cuidadoso. Mas não. Não, o mundo é bem cruel. TAH CERTO, MUNDO, TAH CERTO!!!!

Recado de uma mulher na TPM e ferozmente ciumenta: a tua sorte é que a minha TPM acaba amanhã, porque é enorme a vontade que tenho de pegar a sua cabeça e bater na pia VÁRIAS VEZES até a vontade passar ou a força acabar. Para conhecimento: começo a musculação amanhã mesmo. Só para garantir.

Read Full Post »

Oi,
Eu abandonei esse blog por uma série de razões, mas, sinceramente e definitivamente, não será agora que irei enumerá-las ou justificá-las. O fato é que eu jamais imaginei que você seria a responsável por esta volta. Logo você que sempre, sempre e sempre foi fã – muito da suspeita – dos meus textos. Lembra a redação sobre o elefante? haha

Que coisa mais maluca, minha linda, eu estar aqui graças a você.

Em meio a um milhão de coisas, eu não consegui parar para organizar os meus pensamentos. Estou há dois dias feliz, triste, confusa e sem saber o que fazer. Terei que saber o que fazer a partir de amanhã.
Eu fiquei feliz por você se sentir tão à vontade em se abrir comigo. Juro, eu não esperava e para não te expor, prefiro te explicar pessoalmente o por quê. Também estou feliz por saber que você conseguiu ser verdadeira com você mesma, respeitar o que realmente sente e bancar uma decisão tão difícil. Difícil, porque muitas vezes fazer o que se tem vontade significa, sim, machucar alguém.

O fato não é nenhuma surpresa para mim, mas a sua atitude, sim. Foi corajosa, verdadeira e nem um pouco precipitada. Mas se você foi tão verdadeira com você e com ele, por que não com os outros? O mais difícil você já fez. Medo? Que medo bobo você tem. Sabia que destoa dessa mulher guerreira, que batalhou e fez de um tudo para criar os seus filhos da maneira mais incrível? Será que você tem a real noção do quanto eles te admiram, são gratos e te apoiam? E pode apostar: não irão apenas apoia-la. Ele também será amparado e paparicado

Que bobagem achar que um vai tomar partido do outro. São grandinhos e talvez riam da situação…por um lado, confesso, eu soube ver o lado engraçado da coisa.

….tomara que eu consiga encorajá-la a fazer isso. Mas independente do que acontecer, conte comigo, com o meu colo, com o meu apoio. Aliás, conte com um porre bancado por mim. Há um lugar com umas batidinhas muito gostosas, a gente vai se esbaldar como fizemos no final do ano! O lugar é um pouco feio…na verdade você vai achar beemmmm horrendo. Mas um dos segredos é exatamente esse.
Cú do padre, esse é o nome do barzinho, localizado atrás de onde? De uma igreja, óbvio. Rá, gostou, né? Sabia que eles servem batidas apenas de vinho e vodka? Já se animou com a do vinho, né? Eu também!!!

Saindo de lá, a gente reza uns pai-nossos e umas ave-marias só pra garantir um eventual perdão do hómi lá de cima.

Te amo demais.

Read Full Post »